O Amor pela Dança

E hoje o piano tocou novamente na Academia de Ballet Júlio César. Com o fim da reforma, as aulas do corpo de baile recomeçaram. Dia 01.02 recomeçam todas as aulas.

A dança é considerada uma arte em movimento, em que prevalece a estética, a beleza, a musicalidade e o irreal. Ela é a Necessidade natural do homem de libertar-se, revelar-se, manifestar-se e expressar-se por meio do movimento do corpo. É a arte que através de movimentos corporais é capaz de exprimir sentimentos sem auxilio da palavra ou de imagens.

Foi uma das primeiras formas de expressão do homem. Depois dela vieram a música, a fala articulada e a expressão gráfica. Para o homem primitivo, a dança passou a ser manifestação da sua expressão evolutiva.

Torna-se também uma forma de conhecimento, que pode mobilizar e educar de uma forma mais companheira e menos opressora do que diversas pedagogias. A dança permitirá a melhora das possibilidades, potencialidades de movimento e a consciência corporal para atingir objetivos relacionados à educação, saúde, prática esportiva, expressão corporal e artística.

O ballet é a dança em que une música, pintura e poesia. Pelo fato dos movimentos e das figuras que se formam no ar serem muitos e constantes, é a única forma de dança que não se limita às dimensões da terra. A palavra ballet tem a sua origem na palavra italiana “ballato”, que significa bailar ou dançar. O ballet clássico ou dança clássica tornou-se, no decorrer da história, o primeiro estilo de dança a alcançar reconhecimento popular, como forma de arte internacional.

Podemos, assim, dizer que o ballet clássico foi criado a partir das danças de corte. Desde os meados do século XV, já se organizavam as apresentações de espetáculos e, a partir de então, a dança começou a atrair muitas pessoas, tornando-se popular. Dançava-se em banquetes, até os servos dançavam, servindo os pratos de comidas ofertados aos convidados. Esses espetáculos eram apresentados geralmente na Itália.

O bailarino dança para uma plateia e consolida a arte do movimento do corpo. A linguagem do ballet clássico está dividida em diferentes estilos, como clássico (abordavam os mitos, deuses e semideuses), romântica (suas visionárias paisagens de fadas, sílfides e delicadas donzelas) e neoclássica (com formas mais livres). A dança tem mudado concepções, ideias, técnicas, métodos, assim como a cultura humana, ela é criada por indivíduos que pertencem a ambientes próprios. A dança é feita a partir de movimentos do corpo, sejam eles movimentos coreografados, previamente pensados, estudados ou improvisados. O Professor Júlio César permite que seus alunos viagem nessa fantástica história do Ballet Clássico, pelo poder das pontas dos pés até aos sonhos imaginários de seus aprendizes.




Comente!