A 88.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards (ou Oscars 2016) foi uma transmissão televisiva, produzida pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, para premiar os melhores atores, técnicos e filmes de 2015.

A cerimônia, marcada para 28 de fevereiro de 2016, foi realizada no Teatro Dolby, em Los Angeles, Califórnia e transmitida ao vivo pela emissora de televisão estadunidense ABC e com sinal que chegou às emissoras de mais de 200 outros países. O anfitrião foi o comediante Chris Rock, que já havia sido na cerimônia de 2005.

As próximas edições do Oscar confirmarão se 2016 foi um ano histórico para o prêmio mais famoso de Hollywood. Na cerimônia, ficou claro que a ausência de diversidade racial e sexual entre os finalistas chegou ao limite. Qualquer resultado, portanto, perdeu parte da relevância diante das contradições apontadas pelos protestos e assumidas pela própria Academia, que já tomou providências para o futuro.

A consagração de Spotlight: Segredos revelados não chega a ser uma surpresa por causa das premiações que o filme ganhou na temporada das prévias, mas chama atenção por ser um longa-metragem estruturado essencialmente por ideias. O filme, afinal, é construído principalmente por diálogos e concorria com superproduções cheias de cenas épicas. A busca por transformações políticas mostrou-se mais pertinente do que o espetáculo sensorial. É uma obra urgente, sobretudo pelo alerta sobre a importância de um jornalismo independente, sem amarras ou censuras (externas ou internas). A temática torna-se ainda mais relevante diante do crítico momento atual vivido pelos jornais impressos.

Premiar Alejandro González Iñárritu por “O regresso” é defender uma visão mais técnica sobre o trabalho de direção. Ele havia sido mais autoral em Birdman, que carregava uma autocrítica sobre o meio artístico. No épico selvagem protagonizado por Leonardo DiCaprio, o que se sobressai são as sequências mirabolantes e o esforço que foi necessário nas filmagens. O empreendimento impressiona mais do que a essência artística.

No filme, DiCaprio está tão bom quanto em trabalhos anteriores, mas desta vez ele enfrentou adversidades físicas e também ficou com o visual bastante transformado, o que ajudou na competição do Oscar.

“Mad Max” Estrada da fúria, o mais premiado da noite, foi tratado como um filme de ação e fantasia, já que os seis troféus recebidos valorizam, sobretudo aspectos sonoros e visuais. Não é um resultado injusto, apesar de haver algo além no conteúdo, especialmente nas mensagens sobre o meio ambiente e as mulheres. O genial George Miller deveria ter recebido a estatueta de melhor diretor pois o trabalho do cineasta é impressionante tanto pela orquestração das cenas quanto pela originalidade criativa.

A verdadeira surpresa da premiação foi o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante vencido por Mark Rylance por Ponte dos espiões. Sylvester Stallone era o favorito pela atualização de Rocky Balboa em Creed, só que seria um resultado influenciado pelo significado da figura icônica do ator e não necessariamente pela atuação em si.

O Brasil não ganhou o Oscar de Melhor Animação com “O menino e o mundo”. Ter sido indicado, no entanto, foi uma verdadeira vitória, até porque a categoria envolve uma concorrência com superproduções de Hollywood (Minions, Snoopy, O bom dinossauro e Bob Esponja, por exemplo, não alcançaram um resultado tão bom). Vencer Divertida mente era improvável, pois o longa-metragem da Pixar é um produto atípico, que ganhou uma consagração crítica acima do normal e chegou a ser indicado também na categoria de Melhor Roteiro Original, vencida por Spotlight.

A indicação da animação brasileira e as premiações de Spotlight, Ex Machina (Melhores Efeitos Visuais) e Mad Max, que são filmes fora dos padrões de Hollywood, demonstram que pode haver alguma mudança em curso na produção cinematográfica contemporânea. Eles mostram que há oportunidades para quem acreditar na própria criatividade.

Os dezesseis filmes abaixo receberam mais de uma indicação:

  • 12 indicações: The Revenant
  • 10 indicações: Mad Max: Fury Road
  • 7 indicações: The Martian
  • 6 indicações: Bridge of Spies, Carol e Spotlight
  • 5 indicações: The Big Short e Star Wars: The Force Awakens
  • 4 indicações: The Danish Girl e Room
  • 3 indicações: Brooklyn, The Hateful Eight e Sicario
  • 2 indicações: Steve Jobs, Ex Machina e Inside Out


Melhor Filme

Spotlight

The Big Short

Bridge of Spies

Brooklyn

Mad Max: Fury Road

The Martian

The Revenant

Room

Melhor Diretor

Alejandro G. Iñárritu – The Revenant

Lenny Abrahamson – Room

Tom McCarthy – Spotlight

Adam McKay – The Big Short

George Miller – Mad Max: Fury Road

Melhor Ator/Actor (Principal)

Leonardo DiCaprio – The Revenant como Hugh Glass

Bryan Cranston – Trumbo como Dalton Trumbo

Matt Damon – The Martian como Mark Watney

Michael Fassbender – Steve Jobs como Steve Jobs

Eddie Redmayne – The Danish Girl como Lili Elbe / Einar Wegener

Melhor Atriz/Actriz (Principal)

Brie Larson – Room como Joy "Ma" Newsome

Cate Blanchett – Carol como Carol Aird

Jennifer Lawrence – Joy como Joy Mangano

Charlotte Rampling – 45 Years como Kate Mercer

Saoirse Ronan – Brooklyn como Eilis Lacey

Melhor Ator/Actor Coadjuvante/Secundário

Mark Rylance – Bridge of Spies como Rudolf Abel

Christian Bale – The Big Short como Michael Burry

Tom Hardy – The Revenant como John Fitzgerald

Mark Ruffalo – Spotlight como Michael Rezendes

Sylvester Stallone – Creed como Rocky Balboa

Melhor Atriz/Actriz Coadjuvante/Secundária

Alicia Vikander – The Danish Girl como Gerda Wegener

Jennifer Jason Leigh – The Hateful Eight como Daisy Domergue

Rooney Mara – Carol como Therese Belivet

Rachel McAdams – Spotlight como Sacha Pfeiffer

Kate Winslet – Steve Jobs como Joanna Hoffman

Melhor Roteiro/Argumento - Original

Spotlight – Josh Singer e Tom McCarthy

Bridge of Spies – Matt Charman, Ethan Coen e Joel Coen

Ex Machina – Alex Garland

Inside Out – Pete Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley e Ronnie del Carmen

Straight Outta Compton – Jonathan Herman, Andrea Berloff, S. Leigh Savidge e Alan Wenkus

Melhor Roteiro/Argumento - Adaptado

The Big Short – Charles Randolph e Adam McKay por adaptação baseada no livro The Big Short de Michael Lewis

Brooklyn – Nick Hornby por Brooklyn de Colm Tóibín

Carol – Phyllis Nagy por The Price of Salt de Patricia Highsmith

The Martian – Drew Goddard por The Martian de Andy Weir

Room – Emma Donoghue por Room de Emma Donoghue

Melhor Filme de Animação

Inside Out – Pete Docter e Jonas Rivera

Anomalisa

O Menino e o Mundo

Shaun the Sheep Movie

Omoide no Marnie

Melhor Filme Estrangeiro

Saul fia ( Hungria)

El abrazo de la serpiente ( Colômbia)

Krigen ( Dinamarca)

Mustang ( França)

Theeb ( Jordânia)

Melhor Documentário em Longa-metragem

Amy

Cartel Land

The Look of Silence

What Happened, Miss Simone?

Winter on Fire

Melhor Documentário em Curta-metragem

A Girl in the River: The Price of Forgiveness

Body Team 12

Chau, Beyond the Lines

Claude Lanzmann: Spectres of the Shoah

Last Day of Freedom

Melhor Curta-metragem

Stutterer

Alles wird gut

Ave Maria

Day One

Shok

Melhor Animação em Curta-metragem

Historia de un oso

Mi ne mozhem zhit bez kosmosa

Prologue

Sanjay's Super Team

World of Tomorrow

Melhor Trilha Sonora/Banda Sonora

Ennio Morricone – The Hateful Eight

Thomas Newman – Bridge of Spies

Carter Burwell – Carol

Jóhann Jóhannsson – Sicario

John Williams – Star Wars: The Force Awakens

Melhor Canção original

"Writing's on the Wall" por Spectre – Jimmy Napes e Sam Smith

"Manta Ray" por Racing Extinction – J. Ralph e Antony Hegarty

"Simple Song #3" por Youth – David Lang

"Earned It" por Fifty Shades of Grey – The Weeknd, Belly, Jason Quenneville e Stephan Moccio

"Til It Happens to You" por The Hunting Ground – Diane Warren e Lady Gaga

Melhor Edição de Som

Mad Max: Fury Road

The Martian

The Revenant

Sicario

Star Wars: The Force Awakens

Melhor mixagem/mistura de Som

Mad Max: Fury Road

Bridge of Spies

The Martian

The Revenant

Star Wars: The Force Awakens

Melhor Direção de Arte

Mad Max: Fury Road

Bridge of Spies

The Danish Girl

The Martian

The Revenant

Melhor Cinematografia/Fotografia

The Revenant – Emmanuel Lubezki

Carol – Ed Lachman

The Hateful Eight – Robert Richardson

Mad Max: Fury Road – John Seale

Sicario – Roger Deakins

Melhor Maquiagem/Caracterização

Mad Max: Fury Road

Hundraåringen som klev ut genom fönstret och försvann

The Revenant

Melhor Figurino/Guarda-Roupa

Mad Max: Fury Road – Jenny Beavan

Carol – Sandy Powell

Cinderella – Sandy Powell

The Danish Girl – Paco Delgado

The Revenant – Jacqueline West

Melhor Edição/Montagem

Mad Max: Fury Road – Margaret Sixel

The Big Short – Hank Corwin

The Revenant – Stephen Mirrione

Spotlight – Tom McArdle

Star Wars: The Force Awakens – Maryann Brandon e Mary Jo Markey

Melhores Efeitos Visuais

Ex Machina

Star Wars: The Force Awakens

The Revenant

The Martian

Mad Max: Fury Road

Spotlight

Filme de 2015

Baseado em uma história real, o drama mostra um grupo de jornalistas em Boston que reúne milhares de documentos capazes de provar diversos casos de abuso de crianças, causados por padres católicos. Durante anos, líderes religiosos ocultaram o caso transferindo os padres de região, ao invés de puni-los pelo caso.

Foi lançado no Brasil: 7 de janeiro de 2016

Direção: Thomas McCarthy

Duração: 2h 9m

Prêmios: Oscar de Melhor Filme, mais

Indicações: Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, mais

Elenco:

Mark Ruffalo

Michael Rezendes

Rachel McAdams

Sacha Pfeiffer

Michael Keaton

Liev Schreiber

John Slattery

O Regresso

Filme de 2015

Inspirado em eventos reais, O Regresso é uma experiência cinematográfica imersiva e visceral que capta a épica aventura de um homem por sobrevivência e o extraordinário poder do espírito humano. Em uma expedição pelo desconhecido deserto americano, o lendário explorador Hugh Glass (Leonardo DiCaprioé brutalmente atacado por um urso e deixado como morto pelos membros de sua própria equipe de caça. Em uma luta para sobreviver, Glass resiste à dor inimaginável, bem como à traição de seu colega é brutalmente atacado por um urso e deixado como morto pelos membros de sua própria equipe de caça. Em uma luta para sobreviver, Glass resiste à dor inimaginável, bem como à traição de seu confidente, John Fitzgerald (Tom Hardy). Guiado pela força de vontade e pelo amor de sua família, Glass deve navegar um inverno brutal em uma incessante busca por sobrevivência e redenção. John Fitzgerald (Tom Hardy). Guiado pela força de vontade e pelo amor de sua família, Glass deve navegar um inverno brutal em uma incessante busca por sobrevivência e redenção.

Foi lançado no Brasil: 4 de fevereiro de 2016

Direção: Alejandro González Iñárritu

Duração: 2h 36m

Indicações: Oscar de Melhor Filme

Música composta por: Ryuichi Sakamoto, Carsten Nicolai, Graeme Revell

Elenco:

Leonardo DiCaprio

Hugh Glass

Tom Hardy

Will Poulter

Domhnall Gleeson

Lukas Haas

O Quarto de Jack

Filme de 2015

O Quarto de Jack conta a extraordinária história de Jack, um espirituoso menino de 5 anos que é cuidado por sua amada e devota Ma. Como toda boa mãe, Ma se dedica em manter Jack feliz e seguro, cuidando dele com bondade e amor, e fazendo coisas típicas como brincar e contar histórias. Sua vida, entretanto, é tudo menos normal - eles estão presos - confinados em um espaço de 10 m² sem janelas, o qual Ma chamou eufemisticamente de "O Quarto de Jack". Ma criou todo um universo para Jack dentro de O Quarto de Jack, e ela não parará por nada para garantir que, mesmo neste ambiente traiçoeiro, Jack seja capaz de viver uma vida completa e satisfatória. Mas, enquanto a curiosidade de Jack sobre a situação em que vivem cresce, e a resiliência de Ma alcança um ponto de ruptura, eles ensaiam um arriscado plano de escape, o que os leva a ficar face-a-face com o que pode ter se tornado a coisa mais assustadora: o mundo real.

Foi lançado no Brasil: 4 de fevereiro de 2016

Direção: Lenny Abrahamson

Duração: 1h 58m

Adaptação de: O Quarto de Jack

Prêmios: Oscar de Melhor Atriz, mais

Elenco:

Brie Larson

Jacob Tremblay

Joan Allen

William H. Macy

Sean Bridgers

VENCEDORES

Melhor filme: "Spotlight: Segredos Revelados"

Melhor diretor: Alejandro González Iñárritu ("O Regresso")

Melhor atriz: Brie Larson ("O Quarto de Jack")

Melhor atriz coadjuvante: Alicia Vikander ("A Garota Dinamarquesa")

Melhor ator: Leonardo DiCaprio ("O Regresso")

Melhor ator coadjuvante: Mark Rylance ("Ponte dos Espiões")

Melhor roteiro original: "Spotlight"

Melhor roteiro adaptado: "A Grande Aposta"

Melhor figurino: "Mad Max: Estrada da Fúria"

Melhor direção de arte: "Mad Max: Estrada da Fúria"

Melhor maquiagem: "Mad Max: Estrada da Fúria"

Melhor fotografia: "O Regresso"

Melhor montagem: "Mad Max: Estrada da Fúria"

Melhor edição de som: "Mad Max: Estrada da Fúria"

Melhor mixagem de som: "Mad Max: Estrada da Fúria"

Melhores efeitos visuais: "Ex_Machina: Instinto Artificial"

Melhor curta-metragem de animação: "Bear Story"

Melhor animação: "Divertida Mente"

Melhor documentário em curta-metragem: "A Girl in the River: The Price of Forgiveness"

Melhor documentário: "Amy"

Melhor curta de documentário: "Stutterer"

Melhor filme estrangeiro: "O Filho de Saul" (Hungria)

Melhor trilha sonora: Ennio Morricone - "Os Oito Odiados"

Melhor canção: Sam Smith e James Napier - "Writing's on the Wall" ("007 contra Spectre")




Comente!